Quem criou a expressão “interpretatio romana”?

Gaius_Cornelius_TacitusFoi Publius (ou Gaius) Cornelius Tacitus (c. 56 d. C. – após 117) na obra Germania, 43.4:

Apud Narhaualos antiquae religionis lucus ostenditur. Praesidet sacerdos muliebri ornatu, sed deos interpretatione Romana Castorem Pollumcemque memorant. Ea uis numini, nomen Alcis. Nulla simulacra, nullum peregrinae superstitionis uestigium; ut fratres tamen, ut iuuenes uenerantur.

Entre os Naharvali encontra-se um bosque, centro da religião antiga. Um sacerdote, trajado em vestes femininas, ali preside, porém os deuses lá celebrados, conforme a tradução romana, são Castor e Pollux. Tal, ao menos, é o poder manifestado pela divindade, cujo nome é Alcis. Não há imagens, tampouco traço de qualquer superstição estrangeira; não obstante, adoram esses deuses como [i. e., com o aspecto de] irmãos e rapazes.

Tradução: Bellouesus /|\

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s