Cain Druad I – O Protocolo Triplo

today_druids

Cain Druad
O Código dos Druidas

O Protocolo Triplo
Um Código de Conduta para Grupos Druídicos

Preâmbulo

O paganismo moderno gera considerável interesse em todo o mundo e a atividade de suas múltiplas vertentes é alvo de pesquisa acadêmica e garantia de audiência nos mais diversos meios de comunicação.

Os profissionais da mídia, quando possível e realmente interessados, informam-se diretamente com os grupos praticantes ou leem o que é veiculado nos fóruns, grupos de discussão e redes sociais. Numa época em que os pagãos modernos começam a ter suas crenças e práticas levadas um pouco mais a sério pelas autoridades e pelo público de modo geral, é claro para todos que possuam interesse no avanço da causa pagã que só se conseguirá êxito através da colaboração de uns com os outros e agindo com respeito.

Assim, observou-se que os fóruns, em alguns casos, tornaram-se espaços onde aqueles que não desejam ver o progresso do paganismo moderno e trabalhar juntos de forma cortês, seja por ser antipagãos, ou porque tentam ganhar batalhas políticas pelo descrédito lançado sobre grupos pagãos rivais, ou para intimidar e perseguir indivíduos com injúrias e ofensas, servem-se de tais espaços virtuais como instrumento para alcançar seus objetivos. Toda liberdade traz uma responsabilidade como contrapartida.

A liberdade de guiar veículos pelas ruas vem com a responsabilidade de não matar os pedestres. A liberdade de expressão vem com a responsabilidade de não causar ódio ou incitar à perseguição. Como acontece na vida, o agir em linha precisa de diretrizes que definam qual comportamento é aceitável.

Seção 1a. Protocolo voluntário para todos os grupos druídicos com presença na Internet

Todas as mensagens que, postadas em fóruns, grupos de discussão e redes sociais, para intencionalmente acusar ou vexar outro grupo pagão ou indivíduo, ou que expressarem uma opinião em termos de ódio, serão removidas pelos moderadores imediatamente.

Quaisquer mensagens que possam incitar outros a expressar comportamento antissocial ou ilegal, tais como assédio moral, racismo, perseguição pessoal ou a grupo ou conflito inter-religioso, deverão ser removidas pelos moderadores imediatamente.

Qualquer grupo ou indivíduo que seja mencionado pelo nome e sentir-se ofendido deverá solicitar que o tópico seja removido e apurada a atividade do moderador, concedendo-se o benefício da dúvida à pessoa acusada.

Todas as queixas devem ser apuradas com rapidez. Como regra geral, os membros do fórum, grupo de discussão ou rede social devem ser desencorajados a postar quaisquer endereços de correio eletrônico, endereços residenciais, números de telefone ou informações de identificação pessoal sobre outras pessoas, a menos que possam demonstrar inequivocamente o consentimento destas.

Seção 2a. Protocolo voluntário para todos os druidas/druidistas que prestarem informações aos meios de comunicação

Todas as perguntas devem ser respondidas com sinceridade e oferecendo as melhores informações de que se dispuser.

Se uma pergunta for feita a um druida/druidista e a resposta for discutível ou não houver consenso claro a seu respeito, a resposta não deverá ser “Os druidas acreditam…”, porém “A ordem de que sou membro acredita…” ou “Minha opinião pessoal sobre esse tema é…”.

Ao responder perguntas, deve-se evitar fazer comentários negativos sobre outros grupos ou indivíduos, dizendo-se apenas “Não desejo fazer nenhum comentário a esse respeito” ou “Outros grupos e indivíduos agem de outra forma e são livres para fazê-lo.” A resposta não deverá provocar dano a outro grupo ou indivíduo.

Seção 3a. Código de conduta voluntário para todos os grupos druídicos

a) Controvérsias entre grupos

Em uma controvérsia com outro grupo, examinar-se-á de início o assunto diretamente com seus membros, seja pessoalmente, por telefone ou por outro meio.

Se a questão não for resolvida, ambos os grupos darão oportunidade e espaço para o outro expor suas razões, não se envolverão em discórdia pública e procurarão partes neutras para mediar o conflito.

Se a mediação não conseguir resolver o problema e houver motivos para supor que conflitos maiores surgirão, o Conselho Brasileiro de Druidismo e Reconstrucionismo Céltico – CBDRC deverá ser chamado a tomar conhecimento da disputa e recomendar uma solução para compor a diferença entre as partes envolvidas.

b) Identidade

Não é admissível que qualquer grupo apresente-se falsamente assumindo a identidade de outro, ou que seus membros o façam.

c) Segurança pública e responsabilidade legal

Os grupos terão o cuidado de garantir que a segurança pública e a segurança dos seus membros sejam consideradas com o máximo rigor no planejamento de suas atividades. Recomenda-se ainda que todos os grupos considerem sua possível responsabilização civil.

Os grupos deverão esforçar-se para manter todas as suas práticas e atividades dentro dos limites estabelecidos pela sei secular, a menos que tal lei explicitamente reprima direitos religiosos ou étnicos; mesmo em tal situação, qualquer protesto deverá ser pacífico.

Os grupos assegurar-se-ão de que todos os membros estejam conscientes de que qualquer uso da violência é inaceitável.

d) Decoro

Os membros serão desencorajados a entrar em qualquer círculo ou participar de qualquer rito se estiverem embriagados ou sob influência de drogas recreativas.

Nos rituais públicos, observar-se-á o respeito à sensibilidade dos observadores e participantes.

e) Oportunidades compartilhadas

Quando se apresentarem oportunidades a um único grupo com relação aos principais espaços e monumentos públicos, se um evento ali for iniciativa de um só grupo, a este caberá a decisão de quem mais envolver ou de quem liderará.

Quando surgir uma oportunidade através de um círculo coletivo para, por exemplo, uma mesa-redonda, então os membros desse círculo deverão ser informados e receber a oportunidade de envolver-se.
Observando que o tempo seja curto e que o número de membros que poderão participar, restrito, talvez nem todos possam envolver-se, porém esforços nesse sentido deverão ser feitos.

Em eventos abertos ao acesso público, onde muitos grupos estiverem envolvidos, o líder de cerimônia deverá alternar entre as ordens ou grupos ativos, incluindo e reconhecendo os grupos participantes sempre que possível.

Igualmente, grupos individuais podem querer realizar atividades secundárias como um só grupo e isso é aceitável dentro deste Protocolo, desde que não vá contra ou se choque com o trabalho e consenso de outros grupos ativamente presentes.

Bellouesus /|\

No Scribd

Cain Druad II

O Testamento de Morann

As Instruções de Cormac

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s