Druidismo – Xamanismo 3

Há um certo número de práticas e experiências relativamente comuns no xamanismo que estão em curso de investigação por pesquisadores modernos. Enquanto alguns pesquisadores ignoram as práticas tradicionais, outros começaram a explorar as técnicas mais antigas. A emergência do novo campo da “antropologia da consciência” e o estabelecimento da Psicologia Transpessoal como a “Quarta força” na psicologia abriram à investigação dos pesquisadores a natureza e a história da consciência de modos que não eram antes possíveis. Fora dos círculos acadêmicos, um número crescente de pessoas começou a fazer sérias indagações a respeito das antigas técnicas xamânicas para entrar em estados alterados de consciência.

Os xamãs tradicionais desenvolveram técnicas para obter sonhos lúcidos e também aquilo que hoje se chama “experiência fora do corpo”. Tais métodos para explorar a paisagem interior estão sendo investigados por uma grande variedade de pessoas. Alguns são acadêmicos, alguns vêm de sociedades tradicionais e outros são praticantes modernos do xamanismo não-tradicional ou neo-xamanismo. Juntamente com essas técnicas, as “experiências no limiar da morte” (NDE, near death experiences) desempenharam um papel significativo na prática e iniciação xamânicas por milênios. Isso está extensivamente documentado em estudos etnográficos do xamanismo tradicional. Com o interesse renovado nessas tradições mais antigas, tais métodos xamânicos de trabalhar com sonhos e permanecer consciente e desperto ao sonhar estão recebendo maior atenção.

A capacidade de mover-se conscientemente para além do corpo físico é a especialidade particular do xamã tradicional. Tais jornadas da alma podem levar o xamã aos reinos inferiores, a níveis mais altos da existência, a mundos físicos paralelos ou a outras regiões deste mundo. O “vôo xamânico” é, como ocorre em muitos exemplos, uma experiência não de uma paisagem imaginária, mas é relatado por muitos xamãs como um vôo além dos limites do corpo físico.

Como indicado acima, o “chamado para xamanizar” é muitas vezes relacionado a uma NDE vivida pelo futuro xamã. Entre os exemplos tradicionais contam-se: ser atingido por um raio, cair de uma grande altura, uma doença muito grave ou experiências de sonhos lúcidos em que o candidato morre ou alguns de seus órgãos são consumidos e substituídos, depois do que ele renasce. A sobrevivência a esses encontros iniciais externos e internos com a morte fornece ao xamã experiências pessoais que fortalecem sua capacidade de trabalhar efetivamente com os demais. Tendo ele próprio experimentado algo, é mais provável que um xamã compreenda o que deve ser feito para corrigir uma determinada situação ou condição.

Enquanto o xamanismo pode ser prontamente identificado em muitas sociedades caçadoras e coletoras e em algumas sociedades pastoris tradicionais, identificar grupos específicos de indivíduos que possam ser chamados de xamãs é uma tarefa difícil em sociedades agrícolas e manufatureiras mais estratificadas. Pode-se dizer que uma sociedade é PÓS-XAMÂNICA quando há a presença de motivos xamânicos em seu folclore ou suas práticas espirituais indicam um claro padrão de tradições de ascensão ao céu, descida aos reinos inferiores, movimento entre este mundo e um Outro Mundo paralelo. Tal sociedade ou tradição pode ter se tornado muito especializada e recombinado aspectos de misticismo, profecia e xamanismo em práticas “mais desenvolvidas” e pode tê-las atribuído a funcionários altamente especializados. Quando tais práticas e funcionários estão presentes ou substituíram os xamãs tradicionais encontrados no xamanismo histórico, é então apropriado o uso do termo pós-xamanismo.

Mais especificamente, pode-se dizer que uma sociedade é pós-xamânica quando ao menos 6 das seguintes 8 condições forem encontradas:

a) o êxtase xamânico está ainda presente, mas técnicas de transe leve são usadas para acessar o Outro Mundo;

b) a agricultura e algumas formas de manufatura substituíram a caça e a coleta com bases primárias da vida econômica da comunidade;

c) a sociedade desenvolveu-se numa estrutura altamente estratificada e com ocupações muito especializadas;

d) a religião e a metodologia espiritual tornaram-se mais elaboradas e já não podem ser adequadamente consideradas “arcaicas”. Isso é especialmente importante para os rituais, cerimônias e técnicas extáticas que tinham sido, tradicionalmente, o domínio dos xamãs;

e) o êxtase místico e visões de união tornaram-se experiências e doutrinas esotéricas pelo menos tão importantes quanto o êxtase xamânico, a ascensão e a descida, na vida religiosa da comunidade;

f) o xamã já não é o acompanhante primordial das almas dos mortos (psicopompo) ao lugar que ocuparão no Outro Mundo. Esse papel geralmente passa seja a um sacerdócio ou clero, que o executa através de um ritual, seja oração individual ou grupal, ou se acredita que seja desempenhado pelos Deuses, espíritos guardiães, anjos ou demônios;

g) um clero profissional está presente, regulando a vida religiosa da comunidade;

h) outras formas de cura, divinação e aconselhamento fazem-se presentes e substituíram o xamã como fonte primordial de tais serviços.

Motivos pós-xamânicos podem ser encontrados em muitas sociedades indo-européias, asiáticas, africanas e em alguns povos nativos norte-americanos. O uso da expressão “pós-xamânico” faz mais fácil o exame dessas tradições paralelas e de possíveis sobrevivências de tradições xamânicas primitivas.

Se o/a leitor/a considerar adequadas as considerações acima e, lembrando-se da posição ocupada pelos druidas antigos e do seu sistema de treinamento, responder à pergunta “Era pós-xamânica a religião céltica no período anterior à ocupação romana e à conversão ao Cristianismo?” com um “sim”, teremos então estabelecido as relações entre druidismo e xamanismo de um ponto de vista prático.

Bellouesus /|\

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s